SÃO PAULO, 08 de agosto de 2022
Rua Martinico Prado, 167 - Cj. 24
Higienópolis - São Paulo / SP
SEG / SEX, 08h30 - 19h00
Notícias
ANS quer que planos de saúde ofereçam atendimento presencial

Obrigação consta de proposta que será submetida a consulta pública. Razão para negativa de atendimento terá que ser informada em 5 dias úteis.

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) quer obrigar as operadoras de plano de saúde a oferecer atendimento presencial aos seus clientes. A exigência consta de uma proposta de resolução normativa que será colocada em consulta pública a partir do dia 27 de maio.

De acordo com a ANS, se a resolução for aprovada, as operadoras serão obrigadas a manter, em todos os estados, posto físico para tirar dúvidas e auxiliar os usuários de seus planos. O documento não estabelece número de escritórios para atendimento presencial. Determina que eles devem estar, no mínimo, nas respectivas capitais dos estados ou nas regiões de maior atuação da empresa.

A proposta também prevê, para as operadoras com mais de 100 mil beneficiários, exigência de que ofereçam atendimento telefônico 24 horas, todos os dias. Além disso, o protocolo de atendimento deverá ser enviado ao cliente em no máximo 24 horas após o contato, por mensagem de texto no celular, e-mail ou ligação gravada.

Hoje não existe norma da ANS que obrigue as operadoras a fornecer canal de atendimento presencial. Também não há regulamento específico para funcionamento das centrais telefônicas. Entretanto, elas estão sujeitas à lei que trata do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC).

Em nota, a diretora de Fiscalização da ANS, Simone Freire, disse que as medidas devem “ampliar a qualidade do atendimento que é prestado pelas operadoras, diminuindo a insatisfação dos beneficiários.” O objetivo é reduzir os casos em que os clientes, insatisfeitos com o atendimento do plano, reclamam à ANS ou órgãos de defesa do consumidor.

Negativa
A proposta da agência também prevê a obrigação de que as operadoras encaminhem a seus usuários, no prazo de até 5 dias úteis, a justificativa para pedidos de serviços, como consultas e exames, negados.

Nos casos de procedimentos de alta complexidade ou atendimento em regime de internação eletiva, o prazo para a resposta sobe para 10 dias úteis. Os consumidores podem pedir a justificativa por escrito e a reanálise da solicitação negada, a ser avaliada pela ouvidoria da empresa.

A ANS propõe multa de R$ 80 mil para os casos de descumprimento dessas normas pelas operadoras.

Fonte: G1 Notícias – http://g1.globo.com/economia/noticia/2015/05/ans-quer-que-planos-de-saude-oferecam-atendimento-presencial.html

Veja também
NOTíCIAS RELACIONADAS
Notícias
Plano de saúde deve reembolsar gastos com parto domiciliar emergencial
Ler matéria
Compartilhar com
Notícias
Consumidores estão menos insatisfeitos com planos de saúde, aponta estudo – Mas 72% dos entrevistados admitem que mudariam de operadora
Ler matéria
Compartilhar com
Notícias
10 dicas para lidar com as novas regras em planos de saúde
Ler matéria
Compartilhar com
Notícias
Planos de saúde devem cobrir cirurgia plástica pós-bariátrica
Ler matéria
Compartilhar com